INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

O poder explosivo do Aroma de Octanas

Numa manhã citadina de regresso ao trabalho, o morador de subúrbio sentou-se ao volante do seu carro. Mordeu nervosamente o lábio e rodou a chave na ignição. Ouviu-se apenas um ruído surdo, de peça de metal a mover-se milimétricamente para voltar ao seu lugar inicial. Resmungou para dentro e tentou outra vez. Rodou a chave, e o resultado foi o mesmo. Nisto, reparou que estava a ser observado - numa paragem de autocarro mesmo diante do seu lugar, um grupo de mulheres olhava-o com uma expressão irónica. Lançou-lhes um olhar incendiado e tentou outra vez, mas nada, o motor não lhe apetecia. Teve de olhar para elas, o mulherio já se ria sem reservas. Saiu do carro e dirigiu-lhes a palavra.
- Estão a rir-se de quê? Vocês não distinguem entre uma biela e uma chave de rodas, e riem-se de mim, que conduzo há trinta anos!
Mas elas não se atemorizaram e, agora, riam-se abertamente, mas do seu papelão, enquanto ele, de novo ao volante, acrescentava para si mesmo: "Mulheres dum raio! Gostava de as ver, a tentar conduzir um carro sem gasolina!".

Dicionário

                O “seu” dicionário não tinha muitas palavras, e entre estas, havia muitas quase virginais, intocadas, outras devassadas e p...