INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Dois remates

A meio da viagem de recreio pelo Atlântico, o pequeno paquete realizou, como era hábito, uma simulação de naufrágio. Com todos os passageiros de todos os camarotes avisados de véspera por uma circular, a simulação começou logo a seguir ao pequeno-almoço. A sirene aflitiva tocou repetidamente, e todas as pessoas acorreram ao convés com os seus coletes salva-vidas, alinhando-se ordeiramente junto ao bote de salvamento que lhes estava destinado. Mas uma simulação era uma simulação, e muitos nem haviam apertado os fechos do colete, apesar do baque violento que antecedeu o soar da sirene, e do navio que tinham diante dos olhos, quebrado a meio pela proa do paquete.


A meio da viagem de recreio pelo Atlântico, o pequeno paquete realizou, como era hábito, uma simulação de naufrágio. Com todos os passageiros de todos os camarotes avisados de véspera por uma circular, a simulação começou logo a seguir ao pequeno-almoço. A sirene aflitiva tocou repetidamente, e todas as pessoas acorreram ao convés com os seus coletes salva-vidas, alinhando-se ordeiramente junto ao bote de salvamento que lhes estava destinado. Todos sabiam que se tratava duma simulação, que era tudo a fingir, à excepção de duas crianças de quatro e seis anos que se borraram nas calças, e de um rapaz de catorze anos que estava a leste de tudo e que, no meio de tanto bulício e ruído, atirou-se ao mar da popa do navio.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...