Calar

- Quem és tu? O que queres de mim?
- Eu sou o Grilo Falante, e tu, Pinóquio, precisas de mim porque eu sou a voz da tua Consciência!
- Um grilo? Porque não um esquilo ou uma estrela porno? Odeio insectos, aviso-te já, tenho nojo de insectos, e é melhor afastares-te, porque eu sou de madeira mas não sou amigo do ambiente!
- Não fujas de mim, Pinóquio, não vale a pena correres pela casa, porque não se consegue deixar a consciência para trás...o que é isso que tens na mão?
- Chama-se insecticida!
Zzzzzzzzzzzzzttttttttttttttt!

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...