extravagância

Os sentimentos são labirintos, de cada vez que ela chegava perto dele, tremia por dentro como se um sismo a varresse de ponta a ponta; não o conseguia evitar, e isto acontecia há anos a fio sem que nenhum gesto, nenhuma palavra, o revelasse a ele, o seu epicentro tranquilo.

1 comentário:

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...