Um livro que gostamos mesmo de ler, que nos apaixona,
não importa se é velho de séculos ou se foi traduzido
dezenas de vezes para milhares de leitores,
faz-nos sempre sentir, como na frase de Thoreau:
a primeira aranha numa casa nova.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue