Professor Balthazar (Bal-Bal-Baltazar)

Não me lembrava muito bem da série, mas a música é outra história, e é a razão pela qual, em cerimónias solenes e velórios, não se deve repetir a sílaba "Bal" a um português de trinta ou quarenta anos.

1 comentário:

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...