Farturinha

Comprei livros para encher uma estante de sala.
(A estante é enorme).
Comprei um Dicionário de Sinónimos, largo, mas não descomunal.
Depois, um Dicionário de Antónimos, descomunal, mas que, ainda assim, não cobriu um vigésimo da largura da estante.
Por fim, apliquei o dinheiro num Dicionário de Anónimos, e não precisei de comprar mais livros, porque já não cabiam.



(P.S.: leva-se mais tempo e dispendem-se mais palavras a explicar o que uma coisa não é, do que a explicar o que ela significa)


Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue