Histórias Zen 2

1

No meio de um jardim Zen, com a areia moldada em espirais e ondas em volta de rochas e Bonsais, um monge faz de estátua, com os cabelos cheios de laca para que o vento não agite as espirais e ondas dos seus caracóis.

2

- Mestre, eu ando há anos à procura de mim mesmo...
- Fico feliz por ti, se és capaz de reconhecer isso, é porque já te encontraste!
- Mas, Mestre, se assim é, porque é que eu continuo a procurar-me?
- Hum! Deixa-me ver...Será que é porque nunca encontraste as chaves do carro?

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue