INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Apagão

No dia em que faltou a luz, a escola especial teve um dia diferente.
A professora deixou-os sair, e as crianças dispararam para o pátio anoitecido; emitiam pequenos guinchos alegres enquanto corriam por entre os brinquedos e objectos espalhados pelo chão, não tinham medo, como toda a criança que brinca correndo.
A professora era a única pessoa preocupada e, da porta da sala de aulas, gritou-lhes: «Se a luz voltar, protejam os olhos com as mãos»
«Sim, professora!» - responderam em uníssono as crianças-morcego, elevando a voz acima do eco dos sonares.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...