INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Zooplâncton

Depois de fazer a sua fortuna com o tráfico de armas e companhias de aviação, o multimilionário decidiu que já não era seguro nem higiénico descer às ruas e enclausurou-se na sua vivenda de luxo. Quando não estava a ser mimado pelas suas gueixas, permanecia imerso na piscina aquecida a beber champanhe, bebia champanhe e comia lautas refeições. Em breve, estar dentro de água era a melhor forma de lidar com o seu peso descomunal, permitindo-lhe mover-se sem esforço. Simplificando processos, ordenou que começassem a trazer-lhe alimentos com cobertura hidrófuga - almôndegas, noguetes de frango, rojões... - que eram espalhados à pazada pela piscina na hora das refeições. Nadando à superfície como um tubarão-baleia, abria a bocarra e saciava o estômago enquanto o seu coro de ninfas entoava o tema musical do "Tubarão" de Spielberg.

2 comentários:

  1. maria.c21:55:00

    hummm mas tinha barbas ou tinha dentes? É que rojões deglutidos sem mastigação...

    ResponderEliminar
  2. Eram molinhos ;)

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...