falangeta

Não se aponta que é feio!
Ensinaram-no a não apontar, porque era feio.
Na tropa, nunca teve êxito na carreira de tiro,
fora do quartel, aprendeu a atirar bonito sobre a multidão,
sem apontar!

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...