Chamou o técnico a casa para lhe fazer um orçamento e o dito técnico compareceu três meses depois para lhe mostrar os catálogos, tirar medidas, avaliar o tempo de trabalho da aplicação, e estimar os custos. Pensava que era simples, mas não, havia os perfis de alumínio e o estore em si, tem caixa embutida na parede ou quer com enrolador exterior? É que há uns muito práticos que se dobram para dentro como os espelhos de fora dos carros. E quantas janelas são? Uma!!? Ela foi mostrar-lhe: uma parede insularizada no meio do quintal da casa, com uma janela larga ao centro, a tal janela. Se a senhora dona quer um estore nesta janela, a gente arranja um estore nesta janela, mas diga-me uma coisa, e faço-lhe um desconto especial por isso, porque é que tem esta parede e esta janela aqui no meio de nada? Ela folheava um catálogo. Há muita dor cá dentro, respondeu, e eu não me sinto confortável com a minha interioridade. Ele concordou, se isso era uma resposta, a senhora dona é que sabia, mas ele tinha a impressão de que ela estava a iniciar uma nova obra na clandestinidade, uma parede com uma janela, depois outra parede ao lado, e uns alicerces e uma placa, e uns anos depois tinha uma segunda casa colada à primeira sem dar nas vistas. Já agora, só mais uma pergunta, para minha orientação pessoal e para instruir os meus homens se aceitar o orçamento: qual dos dois lados é o lado de dentro da janela?

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue