INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Peritagem

Entretinha-se a organizar o mostruário de moedas portuguesas, quando a mulher entrou na sua loja de uma forma um pouco invulgar, às arrecuas, com um volume longo escondido atrás das costas. Não havia ninguém na loja e parecia querer certificar-se de que ninguém a seguia. Fingiu estar curiosa nuns pratos de louça e numa estatueta de granito de uma santa, e de armário em armário foi rodando pela loja até se ver diante de si.
- Tenho uma coisa para lhe mostrar, porque queria saber a sua opinião - anunciou, colocando o volume em cima da mesa, despiu-o dos papéis que o envolviam e revelou uma espada comprida, carcomida pelo tempo - acabei de a comprar, disseram-me que foi deixada pelo D. Afonso Henriques quando andou por aqui à conquista, parece mesmo igual à da estátua dele em Guimarães, a primeira. Veja a inscrição na lâmina e diga-me se não fiz uma boa compra! Deve valer uma fortuna!
Examinou-a à luz do candeeiro com um monóculo de relojoeiro.
- A inscrição é credível, ou seja, a grafia: Alphonsus, como em Alphonsus Rex, como era nomeado nos documentos coevos.
- E foi dele?
- Ficaria admirado, trata-se de uma espada decorativa tratada com ácido. No punho, tem a mesma inscrição que o meu computador: Made in Taiwan.
Seguiu-se um longo e desolado silêncio.
- E acha que eu consigo vendê-la a alguém?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...