Para explicar ao filho os seus factos da vida, escolheu uma forma alegórica, oferecendo-lhe um exemplar d' "Os Miseráveis" de Vitor Hugo e um cartão de crédito ilimitado.

*

Para explicar ao filho os factos da vida, queria levá-lo naquele dia ao parque para ver os rituais de acasalamento dos pombos e cisnes, mas o filho avisou-o logo que só podia ir no final do filme pornográfico.

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...