INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Blind Date 2

Estranhos, apresentaram-se na mesa do restaurante, ambos pre-dispostos para uma relação breve e intensa. Jantaram numa atmosfera artificialmente romântica, e ele segurou-lhe nas mãos enquanto esperavam pelas sobremesas. Sentiu que ela mirava os seus dedos.
-Tens uns dedos bonitos, mas as unhas...são muito pálidas e de aspecto doentio, sabes que pode ser das lacunas na tua alimentação...Oh! Desculpa! É o ónus do meu trabalho, trabalho num salão de beleza e estou sempre a reparar nestas coisas.
- Não tem problema, são ossos do ofício...
Não houve constrangimento nem anti-clímax. Saíram do restaurante, deram um giro por um ou dois bares e acabaram no apartamento dele, a ver um filme na cama. O ambiente proporcionou-se e fizeram sexo. Depois, ela deitou-se sobre o seu peito, para verem o resto do filme. Ele hesitou um pouco, mas acabou por falar
- Sabes...há pouco, antes de coisarmos, reparei num corrimento de cor estranha que tu tens...é como tu disseste, é o ónus do trabalho. Se quiseres, abres as pernas, que eu vou buscar uma lanterna e um bico-de-pato.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...