INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Web-adictos

Ela: Passamos a vida nisto. Devíamos arranjar outra ocupação, jogar qualquer coisa no mundo real.
Ele: Podias jogar à estátua na Baixa. Pintavas-te de branco e ficavas lá quietinha enquanto eu jogo aqui um pouco, depois, ia-te buscar e almoçávamos com o dinheiro que tivesses ganho.

Mais tarde
Ele: devias deixar um pouco o computador, podíamos ir lá para fora, jogar ao berlinde, como quando eu era miúdo...
Ela: Só se me arranjares um blogo-berlinde.

Horas depois
Ela: Enquanto esperas pela tua vez, podias jogar á apanha.
Ele: Como é que se joga?
Ela: Tentas apanhar uma borboleta de olhos fechados numa loja de cactos.

Algumas horas depois
Ela: Já estás aí há muito tempo, agora devia ser eu.
Ele: Só mais um pouco, tenho quinze pessoas no Messenger. Sei que estás aborrecida, mas daqui a pouco já te compenso.
Ela: Mais um jogo tradicional?
Ele: Cabra-cega. Pões uma venda e jogamos no corredor, ao pé do poço do elevador.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...