INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Máscara

Sem receio, cedo ao impulso, abro a porta de casa, fechada à chave, a porta interior da cozinha, à chave fechada. Sobre o balcão, um cofre, rodo o disco com a chave - 3 direita, 14 esquerda, novamente para a direita, sete, e para acabar, 666 cliques para a esquerda - ouço um estalido, um suspiro metálico de mecanismo que cede, olho em redor, ninguém me viu nem ouviu. Para me certificar, levanto o telefone, à escuta de estalidos suspeitos, mas não ouvi nada de suspeito. Mais descansado, volto à cozinha, ao cofre esfíngico, abro a sua porta trans-dimensional, um vórtex luminoso encadeia-me a vista por instantes, protejo os olhos com uma mão e desligo o interruptor de efeitos especiais, e o ventre do cofre revela-me o seu segredo: uma enorme barra de chocolate que me faz crescer água na boca. Não por muito tempo, devoro o chocolate tão depressa que me escorre um fio castanho-escuro nos cantos da boca. Limpo-a, limpo as mãos, e volto a fechar o cofre. Não há vestígios! Ou haverá? Passo as mãos por álcool e vou ao armário tirar a garrafa de Gin e bebo um cálice. Está quase na hora. Deixo a porta da cozinha aberta, queimo incenso na sala, espalho ao acaso pelos sofás e mesas, livros sobre nutricionismo e comida saudável. Quando os meus amigos chegam, estou à volta de uma salada macrobiótica. Oferecem-me uma balança digital (já sabia), pensaram muito na prenda e acharam que eu podia precisar - EH! GORDO! JÁ QUE NÃO TE VÊS AO ESPELHO, PESA-TE! - Agradeço sentidamente, não precisavam! É só uma lembrança, diz uma amiga, hesitaram entre uma balança e uma anuidade no ginásio que todos frequentam. A elegância é como a mulher do César, diz outro, não basta ser magro e saudável, há que parecer saudável, transpirar saúde e bebidas energéticas e, se isso não chegar, vomita-se o que se comeu. Se não gostares, podes trocar, dizem-me à saída, confiando-me o talão. Miro-o e sinto-me invadir de alegria. Compraram a balança numa casa que tem o maior sortido que conheço de massas alimentícias. Vê lá, diz alguém à guisa de despedida, não emagreças depressa demais, que pode fazer-te mal...

Dicionário

                O “seu” dicionário não tinha muitas palavras, e entre estas, havia muitas quase virginais, intocadas, outras devassadas e p...