(Isilda)

Sempre que surgia
tornava irreal
a geometria dos sólidos

Suspendendo o peso
físico
das coisas

Aprendi como eram irreais os
seus cabelos, a
delícia táctil e quase
mística da sua face

provei dos seus lábios e
renasci,
semente criada para germinar

doce adolescência de sardas

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue