Entrevista de emprego

- O que é que você já fez até hoje, Petronius?
- Trabalhei numa villa, amanhava a terra e cuidava dos animais, também fui carregador na Capadócia e escravo de liteira na Úmbria...
- Diga-me, Petronius, e isto é muito importante: você gosta de conviver com as pessoas, estar ao lado delas dia e noite, se necessário for?
- Sim, amo, eu fui talhado para servir num palácio ou ser vendedor de feira.
- E trabalho de equipa? Você dá-se bem em trabalho de equipa?
- Certamente, meu amo, não seria difícil fazerem de mim um membro das equipas de manutenção das estradas do Império, ou um trabalhador como aqueles que se vê lá fora, a colher uvas.
- Ainda bem, Petronius. Na verdade, precisamos de braços é para as trirremes, precisamos de remadores, de gente que gosta de estar com outras pessoas e trabalhar em sintonia. Costumo dizer que, se um escravo não gosta de trabalhar em equipa, podemos arrancar-lhe a pele das costas com um chicote, que nunca obteremos um bom remador...

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue