Domínio filipino

Em pequena, numa infância de miséria, vivia num bairro pobre e enlameado, com andrajos por roupa e sem calçado para os pés. De noite, quando tinha sonhos maus, estes tinham sempre o mesmo enredo: sonhava que era uma centopeia de mil pés, todos frágeis e quebradiços, que se partiam de encontro às coisas.
Quando cresceu, Imelda Marcos jurou a si mesmo que nunca a haveriam de apanhar descalça.

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...