Guerra de Tróia

Tive problemas com o modem. Um pingue-pongue de rede e luzinhas. O modem empancava, eu espancava-o, tudo isto tendo como música de fundo o ruído da ventoinha, como um coro trágico. Finalmente, este conflito chegou ao fim, eu saí dele com a minha autoridade ligeiramente beliscada, o modem, por sua vez, ficou bastante maltratado, e sujo, com fiapos de teia onde luzem patinhas de escaravelho e asas translúcidas de mosca.

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...