Irmão

"Nada de mesuras ou formalismos, de pedir por favor ou descosermo-nos em desculpas. Somos família, caramba, não uma equipa de futebol!". Dito o que tinha a dizer, espetou-lhe uma canelada que o estendeu no relvado aos gritos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...