Fair-play

Cheirava a costeletas e a frango assado no Snack-Bar do Parque de Campismo. Depois da azáfama da praia, a noite servia para acalmar a pele castigada pelo sol, e os espíritos inquietos e insaciados. Desaguavam ali famílias inteiras, fragmentando o silêncio com as suas vozes estrídulas, a escorropichar chávenas de café e finos de cerveja enquanto os mais novos cravavam gelados, donuts e gomas. Num pátio anexo, quatro amigos tentavam jogar matraquilhos imersos na penumbra, com os punhos dos ferros a martelar na madeira entre exclamações e caralhadas. A um extremo, junto à rede e sob um pinheiro despido, estava sentado um casal, quase invisível nas trevas. Os quatro amigos só deram por ele quando o tipo começou a bater na mulher. Arqueado sobre a mesa tinha-a segura por um braço e malhava-a com o outro punho, nos ombros, no alto da cabeça, onde calhava, enquanto ela, sem dúvida habituado àquelas andanças, tentava rebuçar o rosto com os antebraços. Olharam uns para os outros, e continuaram a jogar como se nada fosse. E não era mesmo, nem queriam saber, o que os chateava é que o mais novo dos quatro não jogava nada, já tinha corrido as duas equipas e jogado à frente e atrás, mas não era do mesmo campeonato que eles. Enquanto ralhavam com o infeliz, o casal levantou-se para se retirar, contornando o matraquilhos, ele a segurá-la pelo braço, enquanto a mulher desviava a cara, rodando-a como a sombra de um objecto na perpendicular da luz. Um dos jogadores interpelou-os:
- Amigo, posso fazer-lhe uma pergunta?
O tipo virou-se bruscamente, o seu rosto estava sereno, mas repararam que cerrara o punho, preparado para tudo.
- O que quer saber?
- Você joga bem matrecos? É que temos aqui um levezinho a precisar de ser substituído…
- Sou o melhor reforço que vocês podem arranjar – garantiu com a expressão desanuviada, soltando a mulher que continuou o seu caminho com passos miudinhos.
- Benfica ou Sporting?
- Belenenses! Mas posso jogar pelo Sporting, já que o levezinho saltou.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue