INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

1º entre =/=

Quem vive virado para o seu próprio umbigo, nunca vê as vísceras que ele sela, e cria asas nos pés e nas costas, e anda por entre a gente como um Messias esperado de coroa de louros nos cabelos e folhas de palma aos pés, da boca e dos poros suda ensaios, romances, filosofias e teorias, do seu ânus saem aforismos, versículos e axiomas embrulhados em folhas de lótus e cheirando a sândalo. Quando chega a hora de ser sepultado, os vermes abrem finalmente o seu umbigo faraónico (abrem-no primeiro, para iniciar o festim) e o semideus que violou o universo com o prepúcio da sua arrogância, não possui mais filosofia ou ciência do que o tronco de uma árvore morta dissolvendo-se sobre a chuva, ou o corpo de um sarafano que as formigas devoram deliciadamente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...