Descobrimentos

Mapeou o seu corpo com mãos e os lábios, traçou a curva da garganta, o vale atrofiado entre os seios, a topografia táctil das suas coxas e nádegas, tirou o azimute do seu sexo oculto, destrinçou nas curvas de relevo a silhueta preciosa e delicada das suas orelhas e o ponto nevrálgico nas costas onde ela encordoava meridianos quando os lábios dele o atingiam. Quando os seus corpos se uniram como dois continentes dançantes de Wegener, ele afiançava com a segurança dos seus cálculos e angulações: «És o meu mapa-mundo».

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue