casa junto à linha férrea

Sabes, as casas vazias, quando os donos vão de férias ou não voltam nunca, tem aqueles móveis cobertos por aquelas mortalhas brancas para os proteger do pó e da humidade. As casas vazias… queria dizer qualquer coisa com as casas vazias. Que estão vazias? Não, absurdo. As mortalhas! Acho que eram as mortalhas, mas não me alongo nisso, que fazem lembrar-me cigarros e aquelas caixinhas de madeira com cinta onde se arrumava o tabaco continental. As casas vazias, não gosto quando as casas estão vazias, e não gosto dos lençóis sobre os móveis, que torna tudo tão opressivo e intimidante. Até as ratazanas evitam guinchar e, com este silêncio, o espírito fica feito em água e torna-se difícil morar nelas.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue