INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

adoçante

"Daqui a dois meses fazemos exames e, se as coisas não melhorarem, tem de ir de novo à faca". À faca. Esta é uma das expressões preferidas da classe médica. Em geral as perífrases criam-se para atenuar o impacto de uma palavra terrível, como operação ou ser operado. Mas "à faca"?. À faca é pior, sugere cortes no abdómen, pessoas abertas de alto a baixo com uma dúzia de mãos enluvadas a remexerem nas entranhas à procura da fava ou do brinde. É urgente renovarmos a linguagem e usarmos perífrases médicas mais subtis, do tipo: "...se as coisas não melhorarem, agenda-se um encontro numa Estação de Serviço para você conhecer pessoalmente o assassino da moto-serra".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...