árvore

(Fomos talvez feitos para ter raízes e alimento e uma nesga de céu florir e nutrir na estação correcta e morrer com os nós desfeitos e no termo certo mesmo quando esse fim é o de um raio trazido por um lembrete de calendário mas o que somos rebela-se contra os papéis que escreveram para nós queimamos as raízes num moloque de coisas vãs e vaidosas e mordemos os dias com as notas do riso e da loucura).

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue