Dar um tempo

«Há muito tempo que não te vejo. Nostalgia, uma necessidade íntima e serena de ter a meu lado, de me transparecer no teu olhar e acordar na cama com o cheiro da tua pele. É árdua esta distância, ponderada e decidida como um acordo frio entre dois países...dar um tempo...duas almas absurdas, vencidas pelas regras estúpidas do jogo que inventaram».

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue